domingo, 22 de fevereiro de 2015

Leituras para 22 de Fevereiro de 2015 (1º Domingo da Quaresma - Ano B)

O tri-anual Revised Common Lectionary para os Domingos e festas foi produzido pelo Consultation on Common Texts em 1992, e está incluído no Book of Common Worship presbiteriano (Westminster John Knox Press, 1993). Quatro passagens das Escrituras são fornecidas para cada Domingo e festa: a Primeira Leitura, normalmente do Antigo Testamento, mas substituída por uma leitura de Atos dos Apóstolos durante o Tempo da Páscoa; um Salmo como um responso para a primeira leitura; a Segunda Leitura, de alguma Epístola ou outro trecho do Novo Testamento, e a Leitura do Evangelho. O ciclo tri-anual (anos A, B e C) fornece diferentes trechos para cada ano, sendo lido o Evangelho segundo S. Mateus durante o Ano A, segundo S. Marcos no Ano B e segundo S. Lucas no Ano C (o quarto evangelho, segundo S. João, é lido em certos tempos em cada ano). As coletas para cada Domingo estão inclusas no Book of Common Prayer episcopal, versão de 1979, traduzidas aqui livremente.




Coleta para o 1º Domingo da Quaresma

Deus Todo-Poderoso, cujo Filho bendito foi levado pelo Espírito para ser tentado por Satanás; Apressa-te em ajudar teus servos que são agredidos por múltiplas tentações; e, como Tu conheces suas várias enfermidades, deixe que cada um conheça a Ti e teu poder para salvar; mediante Jesus Cristo, Teu Filho e nosso Senhor, que vives e reinas contigo e o Espírito Santo, um só Deus, pelos séculos dos séculos. Amém.

Primeira Leitura - 1º livro de Moisés chamado Gênesis 9:8-17

E falou Deus a Noé e a seus filhos com ele, dizendo:
E eu, eis que estabeleço a minha aliança convosco e com a vossa descendência depois de vós.
E com toda a alma vivente, que convosco está, de aves, de gado, e de todo o animal da terra convosco; com todos que saíram da arca, até todo o animal da terra.
E eu convosco estabeleço a minha aliança, que não será mais destruída toda a carne pelas águas do dilúvio, e que não haverá mais dilúvio, para destruir a terra.

E disse Deus: Este é o sinal da aliança que ponho entre mim e vós, e entre toda a alma vivente, que está convosco, por gerações eternas.
O meu arco tenho posto nas nuvens; este será por sinal da aliança entre mim e a terra.
E acontecerá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, aparecerá o arco nas nuvens.
Então me lembrarei da minha aliança, que está entre mim e vós, e entre toda a alma vivente de toda a carne; e as águas não se tornarão mais em dilúvio para destruir toda a carne.
E estará o arco nas nuvens, e eu o verei, para me lembrar da aliança eterna entre Deus e toda a alma vivente de toda a carne, que está sobre a terra.
E disse Deus a Noé: Este é o sinal da aliança que tenho estabelecido entre mim e entre toda a carne, que está sobre a terra.

Salmo 25:1-10

A ti, SENHOR, levanto a minha alma.
Deus meu, em ti confio, não me deixes confundido, nem que os meus inimigos triunfem sobre mim.
Na verdade, não serão confundidos os que esperam em ti; confundidos serão os que transgridem sem causa.
Faze-me saber os teus caminhos, Senhor; ensina-me as tuas veredas.
Guia-me na tua verdade, e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação; por ti estou esperando todo o dia.
Lembra-te, Senhor, das tuas misericórdias e das tuas benignidades, porque são desde a eternidade.
Não te lembres dos pecados da minha mocidade, nem das minhas transgressões; mas segundo a tua misericórdia, lembra-te de mim, por tua bondade, Senhor.
Bom e reto é o Senhor; por isso ensinará o caminho aos pecadores.
Guiará os mansos em justiça e aos mansos ensinará o seu caminho.
Todas as veredas do Senhor são misericórdia e verdade para aqueles que guardam a sua aliança e os seus testemunhos.

Segunda Leitura - 1ª epístola de S. Pedro 3:18-22

Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito;
No qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão;
Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água;
Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, o batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo;
O qual está à destra de Deus, tendo subido ao céu, havendo-se-lhe sujeitado os anjos, e as autoridades, e as potências.

Evangelho segundo S. Marcos 1:9-15

E aconteceu naqueles dias que Jesus, tendo ido de Nazaré da Galiléia, foi batizado por João, no Jordão.
E, logo que saiu da água, viu os céus abertos, e o Espírito, que como pomba descia sobre ele.
E ouviu-se uma voz dos céus, que dizia: Tu és o meu Filho amado em quem me comprazo.
E logo o Espírito o impeliu para o deserto.
E ali esteve no deserto quarenta dias, tentado por Satanás. E vivia entre as feras, e os anjos o serviam.
E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do reino de Deus,
E dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário